Projetos do Agrupamento

PROJETOS INTERNACIONAIS
PROJETOS NACIONAIS
PROJETOS REGIONAIS
PROJETOS LOCAIS

PROJETOS INTERNACIONAIS

Erasmus +

Destinado aos alunos do Ensino Secundário, promove a interculturalidade, a partilha de experiências, o enriquecimento dos alunos, quer ao nível dos conhecimentos e competências, quer como pessoas.

Projeto School twining Aveiro- Rouen

A Cidade de Rouen [Normandia – França] é parceira de Aveiro no projeto CreArt | Rede de Cidades para a Criação Artística e nesse contexto convida-nos a participar num projeto de School twinning dedicado às artes e a desenvolver a criatividade artística nos alunos. O projeto inicia-se em outubro 2021 e terminará em maio 2022, destinando-se a alunos do Primeiro Ciclo do Ensino Básico. O projeto tem como objetivo, para além do intercâmbio entre realidades escolares locais de dois países, trabalhar as representações culturais e línguas através da palavra e de criações gráficas/artisticas. Considerando o cenário de pandemia e a difícil circulação de pessoas [grupos], o contacto entre os alunos será efetuado online [sessões em videoconferência] e com a presença de um artista [Alexandre Gueniot], que passará uns dias em Aveiro e outros em Rouen, de modo a, no final, termos uma publicação com os resultados das duas escolas. O artista [fotógrafo] é originário da Normandia, mas vive em Lisboa, pelo que não se coloca a questão de barreira da língua para que possa resultar. O investimento neste projeto estará associado ao Museu da Cidade e ao projeto CreArt. Vão integrar este projeto o 1ºA e o 4ºA da Escola da Glória.

Flipgrid - Global Citizens

Trata-se de um projeto de colaboração internacional através da aplicação Flipgrid, da Microsoft, em que os alunos gravam vídeos sobre os tópicos que os professores de vários países definem,  interagindo com os seus colegas desses países através de comentários escritos ou gravados em vídeo. O projeto tem como objetivo principal desenvolver a competência de comunicação intercultural e de intercompreensão, promovendo, ainda, uma cidadania ativa, crítica e criativa.

PROJETOS NACIONAIS

PNPSE

Plano Nacional de Promoção do Sucesso Escolar

A escola é um sistema complexo onde se repercute a diversidade da sociedade, não se podendo restringir às velhasquestões escolares relacionadas com os problemas de aprendizagem e de comportamento. Nela, integram-se um conjunto de atores (pais, professores, alunos, profissionais) que convivem e se relacionam diariamente e onde ocorrem relações sociais diversificadas. Cada um destes agentes transporta para a escola a sua história de vida, os seus valores, as suas competências e os seus constrangimentos. Perante esta evidência, a escola constitui-se como um palco de umconjunto de potenciais problemas sociais que transpõem as questões escolares e que exigem respostas complexas.(Amaro, 2011)

A criança/aluno concentra em si vivências muito diferenciadas, ocorridas não apenas na escola mas também fora dela e que influenciam, frequentemente, a sua disponibilidade para aprender. Ajudar a explicar um determinado fenómeno que possa estar a ocorrer com determinado interveniente e respetivo meio familiar/envolvente pode, emmuitos casos, significar ter que recorrer a uma rede de parceiros na intervenção, não somente internos (do agrupamento) como externos, como é o caso das instituições locais presentes na comunidade.

A intervenção especializada vem sendo encarada pela comunidade educativa como imprescindível, tendo em conta a complexidade dos constrangimentos percecionados e consequente impacto no processo de ensino-aprendizagem.

Família +

A intervenção social no AEA

No ano letivo de 2016/2017, o AEA formalizou a sua candidatura, no âmbito do Plano de Ação Estratégica, aoPrograma Nacional de Promoção do Sucesso Escolar com uma medida apelidada de Família+. Os seus objetivos fundamentais eram reduzir/anular a taxa de alunos não avaliados por falta de assiduidade, aumentar os níveis de participação da família no acompanhamento do percurso escolar dos seus educandos, promover o sucesso escolar dos seus alunos e prevenir o abandono escolar precoce, o absentismo e os comportamentos indisciplinados.

Na base da medida de promoção do sucesso escolar Família+ encontrava-se a necessidade de dar resposta aos alunos dos primeiros anos dos ciclos de escolaridade, nomeadamente 1º ano, 5º ano, 7ºano e 10ºano, no entanto, pouco tempo decorrido e uma vez feita a avaliação de necessidades no terreno, foi possível constatar que o âmbito de intervenção da técnica de serviço social podia e deveria ser alargado transversalmente a todos os anos de escolaridade.Assim, de um modo gradual, foi-se assistindo à ‘absorção’ da medida Família + por aquilo que se constitui, nos dias de hoje, como uma estrutura interna de apoio de relevo no AEA, o Serviço Social.

PDPSC

Plano de Desenvolvimento Pessoal Social e Comunitário

Medida 1 – Agrupamento de Escolas de Aveiro reconhece que a escola é um palco com diferentes atores que desempenham um papel fulcral no percurso escolar dos alunos (nomeadamente no seu sucesso escolar). A implementação da medida Crescer + no 2º e 3ºciclos, inserida nos Planos de Desenvolvimento Pessoal, Social e Comunitário do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, tem como foco o desenvolvimento de competências socio-emocionais e a promoção de um relacionamento interpessoal mais próximo entre a comunidade escolar. Pretende-se incentivar atitudes mais inclusivas e de respeito pelas especificidades de cada um, capacitar com recursos mais eficazes para a resolução de problemas e implementar um ambiente escolar que promova a saúde psicológica de todos.

Medida 2 – A medida Aprender a Aprender contempla um espaço físico no Centro Escolar de Santiago, onde serão realizadas atividades com vista à promoção de competências socioemocionais, bem como proporcionados momentos de aprendizagem de caráter mais lúdico e prático, em pequenos grupos, e de relaxamento/autorregulação emocional. Com estes momentos, pretende-se responder às necessidades específicas dos alunos e contribuir para a promoção de competências facilitadoras da aprendizagem.

Tutorias

O apoio tutorial específico visa, através de um acompanhamento próximo do aluno, promover a utilização de processos de autorregulação face às aprendizagens escolares, procurando melhorar o seu desempenho e competências pessoais, ou seja, fomentar o controlo de comportamentos, de forma intencional e consciente, no decorrer de situações de aprendizagem

Mentoria

O programa de Mentoria do Agrupamento de Escolas de Aveiro, inscrito na Resolução do Conselho de Ministros n.º 53-D/2020 e enquadrado na mentoria de pares visa promover as competências de relacionamento pessoal, interpessoal e académico, procurando que os alunos adequem os seus comportamentos em contexto de cooperação, partilha e colaboração e que sejam capazes de interagir com tolerância, empatia e responsabilidade, tal como preceituado no documento Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.

Bibliotecas Escolares
A equipa das Bibliotecas escolares do Agrupamento dinamiza atividades em parceria quer com as diversas disciplinas, quer no âmbito de domínios de autonomia curricular propostos pelos conselhos de turma, como com outros clubes e entidades externas.
De destacar o Mês da Literacia, o projeto  Leitura e Escrita, o projeto Artes pela Leitura, Clubes de Leitura na escola, 10 Minutos a Ler,  Semanas da Leitura, BE_QUEST – Quiz de Humanidades e Ciências na Biblioteca escolar, gravação de alunos a lerem contos e difusão na Rádio Soberania, comemoração de efemérides a partir de filmes, livros e palestras, CIL (Concurso Intermunicipal de Leitura) e CNL (Concurso Nacional de Leitura.
Ubuntu

O projeto Academia de Líderes Ubuntu, ao reconhecer o desejo individual de participar na construção de um mundo melhor, estimula a motivação para assumir responsabilidades em contextos onde cada um se sente chamado a intervir.

Nesse sentido, destacam-se como objetivos do projeto:

. a promoção, nos jovens, do desenvolvimento integrado de competências, com particular destaque das capacidades que definem o líder ao serviço da comunidade;

. a capacitação de educadores que, reconhecendo as mais-valias do método Ubuntu se sintam motivados para o disseminar, promovendo uma cultura de pontes, ao   acolher a riqueza da diversidade e ao reconhecer e respeitar o valor de cada nova perspectiva;

. a valorização do diálogo, entre e dentro das comunidades, como caminho privilegiado para a promoção da paz, da justiça, tornando as sociedades mais inclusivas e resilientes.

Enquanto projeto de educação não-formal, a Academia de Líderes Ubuntu ambiciona formar líderes capazes de promover sempre a dignidade humana, escutando, cuidando e abrindo caminho à reconciliação e à paz. Aos educares, o grande desafio lançado é o de acompanhar, facilitar, enriquecer e consolidar o desenvolvimento de cada participante, promovendo competências técnicas e humanas que serão determinantes no seu percurso de vida.

Plano Nacional de Cinema

Visionamento e exploração pedagógica de curtas e longas metragens. Realização de atividadesexploratórias do cinema. Desenvolver a literacia para o cinema junto do público escolar, entender o setor do cinema e audiovisual, Adotar procedimentos legalmente adequados ao cumprimento de normas relativas à divulgação e exibição de cinema junto das comunidades educativas.

Vamos Cuidar do Planeta

Projeto “Vamos Cuidar do Planeta – proteger a vida terrestre e a vida marinha, contra as alterações climáticas”

 Integrado num Projeto Nacional desenvolvido pela ASPEA, (Associação Portuguesa de Educação Ambiental), as turmas do 8ºano da Escola João Afonso, desenvolverão, a nível local, um conjunto de atividades nas vertentes – Cuidar da Escola, cuidar da praia, cuidar do mar.

Pretende-se promover a consciencialização para os problemas ambientais, o desenvolvimento sustentável e a agenda 2030, e apostar na ação cívica, contando com o contributo de vários saberes/disciplinas, procurando o desenvolvimento de outras parcerias na comunidade (ICNF, Não LIXES, CMA, Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto…).

O Projeto será coordenado pelos Diretores de Turma/professores de Cidadania e Desenvolvimento que trabalharão em equipa pedagógica e de forma articulada com os restantes docentes.

Em junho serão apresentados resultados das ações implementadas e também produtos artísticos realizados no âmbito do Projeto.

Eco-escolas

Eco-Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmental Education”, desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE. Pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade. O plano de acção é desenhado por cada escola e deverá tomar em conta a Agenda de prioridades de acção/intervenção decidida pelo Conselho Eco-Escolas. Em paralelo as escolas são desafiadas a participar em diversos sub-projectos que procuram (in)formar e aprofundar e premiar o trabalho no âmbito de temáticas específicas. No Agrupamento escolas de Aveiro estão envolvidas seis escolas, todas receberam a Bandeira Verde: Escola João Afonso de Aveiro, Centro Escolar de Santiago, Centro Escolar das barrocas, Escola EB1 da Glória, Escola EB1 da Vera Cruz e Escola EB1 de São Jacinto.

Projeto de Educação para a Saúde

Propõe-se e dinamizam-se atividades relacionadas com a promoção da saúde (física, psíquica e emocional) em todos os estabelecimentos de ensino do Agrupamento. Trabalha em estreita colaboração com a Biblioteca Escolar, o Centro de Saúde local (nos seus variados projetos), a PSP e outras entidades (Liga Portuguesa contra o Cancro, por exemplo).

Projeto Escola Ciência Viva

A Escola Ciência Viva é um projeto educativo da Universidade de Aveiro, da Ciência Viva e da Câmara Municipal de Aveiro, a funcionar na Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro, dedicado à Educação em Ciência, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática (STEAM). São aplicados os recursos da moderna tecnologia científica ao currículo do 1º ciclo do Ensino Básico, com um programa educativo que combina o trabalho prático e experimental na educação em ciências, com o ambiente educativo característico de um Centro de Ciência. Com o apoio da Universidade de Aveiro e de profissionais da ciência e da tecnologia é desenvolvido, nos alunos, o prazer de aprender, experimentar e descobrir, estimulando desde cedo o contacto das crianças com o mundo que os rodeia. A Escola Ciência Viva acrescenta, ainda, uma dimensão singular a este tipo de projetos, a da criação de uma rede de aprendizagem capaz de abranger a diversidade da população escolar da cidade de Aveiro. Ao envolver cada um dos Agrupamentos Escolares do Município de Aveiro, a Escola Ciência Viva multiplica ocasiões de intercâmbio de experiência e conhecimentos, abrindo perspetivas de colaboração produtiva para professores e alunos em toda a cidade.

Competições Nacionais de Ciência 2022

As Competições Nacionais de Ciência (CNC) são constituídas por um conjunto de doze competições, nas áreas de matemática, biologia, geociências, física, química, português, inglês e literacia financeira, destinadas a jovens do 1.º Ciclo do Ensino Básico ao Ensino Secundário. As CNC não se restringem aos dias de competição, mas representam um trabalho contínuo entre professores e alunos e que culmina na realização das CNC. Na realidade, estas competições iniciam-se com a disponibilização dos treinos, a partir da plataforma online e, depois materializam-se em dois eventos nacionais, um em Rede que se realiza em fevereiro/março e para culminar todo este processo, as CNC na Universidade de Aveiro, em abril.

Apps for Good

Trata-se de um programa/ concurso no qual os alunos, com a supervisão dos professores e acompanhamento de experts,  desenvolvem  aplicações/apps para smartphones ou tablets. Com uma metodologia de projeto, os alunos têm oportunidade de experienciar o ciclo de desenvolvimento do produto, desde o início da sua concepção  até à concretização da ideia,  passando também pela seleção de possíveis parceiros para a comercialização do produto criado.

Desporto Escolar

O agrupamento possui uma oferta diversificada de modalidades dinamizadas pelos professores, no âmbito do Desporto Escolar, quer na Escola João Afonso, quer na Escola Secundária Homem Cristo. Promove e organiza a participação dos alunos do agrupamento em competições a nível de escola, de conselho e nacional.

Parlamento Jovem

A funcionar na Escola Secundária Homem Cristo, visa fomentar o espírito democrático, dar a conhecer o funcionamento da democracia do nosso país, promover e incentivar nos alunos a participação na tomada de decisões. Este ano letivo com o tema “Fake News: o impacto da desinformação na democracia”.

PROJETOS REGIONAIS

Tech Labs

Os Tech Labs tem como objetivo estruturante a promoção do interesse e do domínio de competências STEAM na comunidade educativa em todos os níveis de ensino. Pretende-se promover de forma criativa o gosto pela Ciência, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática, através da disponibilização de espaços de experimentação, que proporcionam aos alunos o contacto com materiais de eletrónica, robótica, ferramentas, maquinaria diversa e impressora 3D, para a prática e aquisição de novas competências, para a consolidação do pensamento crítico, para promover a autoaprendizagem, o trabalho colaborativo e a resolução de problemas. O docente assume um papel fundamental, enquanto agente de mudança, na transmissão de conhecimento ao aluno, destinatário final da ação, criando novas competências através de metodologias educativas inovadoras. O acompanhamento aos docentes é conduzido através de um programa de formação específico para a obtenção de habilitações necessárias à implementação do projeto. O Agrupamento de Escolas de Aveiro está envolvido neste projeto com todas as suas escolas.

Educação Ambiental - em parceria com o ICNF

Proporcionar, aos jovens do Agrupamento de Escolas de Aveiro, conhecimento consciencialização acerca dos temas que envolvem o ambiente levando a à adoção de atitudes e comportamentos para a salvaguarda e valorização ambiental, numa relação sustentável entre as comunidades humanas e a natureza. Com Palestras, oficinas, dias comemorativos e visitas, projetos/concursos.

Feira Vocacional e Profissional

Participação dos cursos profissionais na mostra anual da oferta formativa do município ao nível dos cursos profissionais de Nível 4. Implica a montagem de um stand, execução de material de publicidade à oferta formativa do Agrupamento de Escolas de Aveiro, palestras, demonstração de atividades, atendimento ao publico. Pretende-se que esta atividade tenha um envolvimento dos alunos e professores dos cursos profissionais.

Uma ideia, um projeto, uma ação

Este projeto destinas-se aos alunos do 1º, 2º e 3º Ciclo do Ensino Básico. O Agrupamento de Escolas de Aveiro tem acolhido este desafio nos últimos 3 anos. Estes projetos têm uma tripla finalidade: contribuem para criar processos dinâmicos de interação entre a escola e a comunidade; desenvolvem nas crianças competências que as levarão a ser mais empreendedoras, críticas e dinâmicas; criam-se espaços novos ou renovados na escola e incentivam-se novas praticas educativas.

A tua ideia conta

Este concurso, dirigido a Docentes e Alunos do Ensino Secundário e Profissional, assume o Docente como um agente de mudança, capaz de promover a melhoria de comportamento e atitude dos Alunos, beneficiários finais das ações desenvolvidas nas escolas.  O concurso prevê a participação de Docentes numa Ação de Formação acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico de Formação Contínua, na qual os Docentes serão capacitados para desenvolverem as ideias e projetos com os seus Alunos.

Rota Segura para a Escola

Esta atividade decorre durante todo o ano, envolvendo toda a comunidade escolar. Os alunos têm rotas seguras para virem para a escola, tanto a pé como de bicicleta. São acompanhados maioritariamente por encarregados de educação que se revezam na supervisão dos percursos, A PSP também colabora, fazendo a vigilância e sensibilizando a comunidade para os cuidados a ter e respeito por quem efetua estas rotas. A implementar no Centro Escolar das Barrocas e na Escola João Afonso de Aveiro.

PROJETOS LOCAIS

Jornal Moliceiro

O Jornal Moliceiro começou a ser publicado no início dos anos 1980 na Escola Básica 2/3 João Afonso de Aveiro. Em 2009/2010, o jornal mudou a sua apresentação gráfica, passando a ter o formato de revista. Nesse ano letivo, foi criado o Clube de Jornalismo, que passou a constituir uma das atividades extracurriculares mais importantes da Escola. O Clube de Jornalismo, dinamizado por uma equipa de professores, funciona na Escola João Afonso mas é um projeto de e para todo o agrupamento. Trabalha em parceria com todos os outros projetos e áreas disciplinares, no sentido de espelhar o que se faz trimestralmente em todas as escolas do agrupamento.  No clube, os alunos escrevem os textos, constroem as páginas, fazem entrevistas, fotografam e procedem à promoção e venda do jornal aquando do seu lançamento.

Pensar Crítica e Criativamente ... com ... Ciência

O projeto “Pensar Crítica e Criativamente … com … Ciência” assenta na convergência entre três eixos fundamentais. Um deles reporta à importância de criar múltiplas oportunidades de desenvolvimento das áreas de competência do perfil dos alunos à saída da escolaridade básica, em particular o Pensamento Crítico e o Pensamento Criativo. Outro prende-se com a importância destas formas de pensar no desenvolvimento da Ciência, enquanto empreendimento humano com implicações na Sociedade e concomitantemente no ensino e na aprendizagem das ciências e do seu papel para a cidadania. Um terceiro eixo decorre da relevância do PCC e da Ciência na formação de cidadão capazes de interagir construtivamente com outros, agir racionalmente e intervir socialmente nas tomadas de decisão e na resolução de problemas, de âmbito local, regional, nacional e até mesmo mundial, que afetam o seu bem-estar e o bem-estar da sociedade e do ambiente. Do exposto emergem contextos de Ciência, em particular de problemáticas ou questões que envolvem a Ciência e com relevância Social para promover o Pensamento Crítico e Criativo potenciando sinergias com o desenvolvimento de uma cidadania ativa, racional e esclarecida. Assim sendo, configuram-se como aprendizagens transversais a serem alcançadas pelos alunos: Pesquisar e selecionar fontes de informação credíveis; e organizar informação a partir de fontes diversas credíveis, integrando e construindo saberes. Formular e comunicar posições, críticas e cientificamente informadas, relacionadas com Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA). Construir explicações científicas baseadas em conceitos e evidências científicas que permitem a participação esclarecida em fóruns de cidadania, argumentando com vista à tomada de posição / decisão, prevendo e avaliando o impacto das decisões, a nível local e mundial, nas esferas pessoal, social e ambiental. Desenvolver ideias e soluções para problemas que envolvem a Ciência e com implicações na Sociedade, observando, analisando informação, experiências ou ideias e definindo critérios para avaliar possíveis soluções, com vista à construção de um futuro sustentável. Cooperar com os outros, interagir com tolerância, empatia e responsabilidade e argumentar, negociar e aceitar diferentes pontos de vista, desenvolvendo novas formas de estar, olhar e participar na sociedade.

UTIC e Programação e Robótica

Este projeto, que abrange, além da Escola João Afonso todas as escolas do 1º ciclo do agrupamento, visa desenvolver competências digitais nos nossos alunos, nomeadamente no campo da programação (1º ciclo) e robótica (3º ciclo).

Oficina das palavras

O projeto “Oficina das Palavras” surge da necessidade de trabalhar com os alunos que apresentam dificuldades ao nível da escrita e da leitura, no sentido de promover competências de escrita de uma forma lúdica e motivadora.

“Oficina” remete para “ofício”; “obra”. Assim sendo, é primordial desbloquear as inseguranças do aluno e estimular a escrita, despenalizando os “erros” e valorizando o conteúdo. A partir das falhas de cada texto, delineamos estratégias diversas de intervenção para a consolidação de aspetos formais da língua (ortografia, sintaxe, pontuação e paragrafação) no sentido de desenvolver uma escrita correta e fluente.

Neste âmbito, utilizamos estratégias diversas para estimular a escrita “criativa” (canções; excertos de filmes; debates sobre temas da atualidade; notícias… entre outros).

Mais do que um “hospital das palavras”, em que cada palavra “maltratada”, pode ser reabilitada, a “Oficina das Palavras” pretende estimular, criar e desenvolver o gosto pela leitura e a escrita, a criatividade e a sensibilidade estética, indo ao encontro das áreas de competência do perfil do aluno à saída da escolaridade obrigatória.

Escrevinhando

Com simples letras se formam as palavras… juntam-se as palavras e compõem-se algumas frases … harmonizam-se as frases e nascem textos dos mais simples aos mais diversificados … junta-se a criatividade em doses gigantes com uma imaginação infinita … acrescenta-se o entusiasmo e alegria de criança… e mais o empenho dos profissionais da escola… e acompanha-se com a união e dedicação dos pais… e assim nasce mais um ESCREVINHANDO!!! Já lá vão 7 edições.

O projeto “Escrevinhando” consiste na edição anual de um livro composto por textos e ilustrações da autoria das crianças da Escola e do Jardim de infância de Santiago. Ao reunir o empenho e dedicação de toda a comunidade com grande destaque para a colaboração indispensável da Associação de Pais, este projeto é dos que mais nos identifica enquanto comunidade educativa. Cria sinergias entre a comunidade educativa e a comunidade escolar que facilitam o seu relacionamento; valoriza o desempenho dos profissionais na procura da inovação e da diversidade de metodologias para alcançar o maior sucesso; incentiva o esforço das crianças na leitura e na escrita, motivando-as para a o gosto pelos livros que lhes abrirão caminhos aos seus sonhos.

A constante preocupação com a integração de todas as crianças e o acesso de todos ao livro, fez com que, nas duas últimas edições a edição do livro desse mais um passo na sua valorização, uma vez que foi editado em versão papel, em e-book, em audiolivro e em braille.

AMA – Atividades em Meio Aquático

O Agrupamento de Escolas de Aveiro pauta-se por uma política de inclusão que pretende encontrar respostas educativas que se adaptem às necessidades dos seus alunos.

Desta forma, e porque um grupo da nossa população tem multideficiência, é necessário trabalhar com estes alunos áreas que lhes permitam ter alguma qualidade de vida e, dentro do possível, construir um projeto de vida funcional para uma verdadeira inclusão social.

As atividades em meio aquático contribuem em muito para uma vertente multidisciplinar que envolve o desenvolvimento das qualidades físicas, psicomotoras, psicossociais, na atividade em si, e ainda permite um trabalho quer ao nível da independência pessoal e social, quer uma valorização sócio afetiva pelos bons desempenhos que normalmente conseguem atingir.

O Sporting Clube de Aveiro (SCA) tem nas suas piscinas o espaço adequado para responder às necessidades destes alunos, que lhes permite o desenvolvimento das competências acima identificadas de uma forma saudável, estimulante e motivadora.

Estas atividades só são viáveis pela política de responsabilidade social dos serviços da União de freguesias de Glória e Vera Cruz que connosco colabora nesta caminhada de encontrar respostas adequadas para esta população, de modo a tornar a sociedade cada vez mais inclusiva.

Teatrinclusão

“Teatrinclusão” é um projeto para todos onde se mostra que aprender pode ser muito divertido. A partir de uma obra literária, plástica ou musical do Currículo Nacional, desenvolver-se-ão sessões constituídas por jogos teatrais progressivos cujo foco se centrará numa ou várias das múltiplas inteligências, proporcionando aos intervenientes a possibilidade de aprender jogando e de potenciar o desenvolvimento integral como ser humano.

Pretende-se utilizar o Teatro como:

  • ferramenta de desenvolvimento pessoal e pedagógico;
  • produção e desenvolvimento de apresentações, centradas nos estímulos sensoriais e na interatividade que a Escola envolve (através de vídeos, fóruns, quizzes…);
  • uma das manifestações artísticas mais completas (agrega várias expressões desde a literatura, música, dança, artes visuais, …);
  • fonte de estímulos para o desenvolvimento de diversas competências que ampliam o potencial cognitivo, o autoconhecimento, a capacidade de comunicar e o desenvolvimento da criatividade.

Professores e alunos devem escolher alguns exemplos literários de renome, ou artistas plásticos, ou músicos, com que se identifiquem, ou que façam parte do seu currículo escolar. Podem fazer uma apresentação escrita e dramatizada, de cada autor ou artista gravando em vídeo para apresentações futuras, aos seus parceiros.

Será uma experiência enriquecedora se o intercambio for entre escolas de diferentes países.

Preparação para exames

Este projeto visa oferecer aos alunos do 9º, 11º e 12º anos (anos em que se realizam provas/exames) sessões de estudo, esclarecimento de dúvidas, resolução de provas de modo a prepará-los para essas provas/exames. Funcionará durante o segundo semestre, para grupos de alunos/ turma que mostrem interesse em integrar este recurso que o AEA disponibiliza.

Agora escreve-me

O projeto “Agora Escreve-me” consiste na troca de correspondência entre crianças e idosos que estão em residências seniores de Aveiro. Recorrendo ao uso de cartas escritas como antigamente, crianças e seniores vão-se dando a conhecer e trocando experiências. É o segundo ano em que a Escola Básica de Santiago abraça este projeto em parceria com a Associação Agora Aveiro.

O envolvimento das crianças neste projeto é extraordinário e cheio de emoções e descobertas. O mesmo acontece com os seniores que encontram nesta troca de cartas uma motivação extra e muita emoção.

O culminar do projeto é conseguido com o encontro efetivo entre as crianças e os idosos que trocaram correspondência. O passado ano letivo esse encontro teve de ser feito à distância, por videoconferência, este ano ainda temos esperança que seja possível ser presencial.

Eu faço, eu consigo, eu aprendo!

Projeto de desenvolvimento de literacias (financeira, digital, literária e científica) tendo em conta o perfil do aluno à saída da escolaridade obrigatória e as exigências que se colocam ao cidadão do século XXI.

Com atividades essencialmente práticas e destinado a alunos com ACS no ensino secundário este projeto propõe atividades em que os alunos planificam, se envolvem, aprendem e generalizam. O resultado destas atividades é partilhado com a comunidade educativa.

Oficina ``Culturas e Democracia``

Esta oficina pretende ser um espaço de reflexão sobre temas importantes do nosso mundo, e aberto a todos os alunos do ensino secundário e de todos os cursos em funcionamento na Homem Cristo.

Europa-Liberdade e Direitos Humanos

Este projeto inclui um conjunto de atividades que se desenrolam ao longo do ano letivo, como por exemplo: Implantação da República em Portugal, a Declaração Universal dos Direitos do Homem, a Maratona de Cartas, as vítimas do Holocausto, a Semana da Liberdade, o Dia da Europa e os Mártires da Liberdade.

Recuperar com arte e Humanidades

Consoante o Plano 21/23-Escola+, atividades de recuperação e consolidação de aprendizagens através da exploração de filmes do Plano Nacional de Cinema.

BIGHand

Campanha de solidariedade da afilhada Albertina em Moçambique, de forma ajuda-la a continuar os seus estudos. OS alunos da Escola EB1 da Vera Cruz participam neste projeto.

Privacy Preferences

When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in the form of cookies. Here you can change your Privacy preferences. It is worth noting that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we are able to offer.

Click to enable/disable Google Analytics tracking code.
Click to enable/disable Google Fonts.
Click to enable/disable Google Maps.
Click to enable/disable video embeds.
Our website uses cookies, mainly from 3rd party services. Define your Privacy Preferences and/or agree to our use of cookies.